Ouça agora na Rádio

N Notícia

© REUTERS / NOAA

FOTO: © REUTERS / NOAA

Furacão Michael 'mais destrutivo em décadas' bate à porta dos EUA (VÍDEO)

O furacão Michael assumiu categoria 4, dirigindo-se para a costa norte-americana e provocando estado de emergência na Flórida e evacuação obrigatória em vários condados.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

O Centro de Pesquisa e Previsões da NASA divulgou imagens chocantes do furacão Michael, que ganhou forças para atingir categoria 4, com ventos de 209 km/h.

Com ajuda do satélite meteorológico GOES-16 a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos EUA conseguiu um vídeo espetacular do olho do furacão "extremamente perigoso".

Neste momento, ele se encontra a 274 km da cidade norte-americana de Apalachicola (Flórida) e está se aproximando a uma velocidade de 19 km/h.

Autoridades locais avisaram os habitantes da Flórida de possíveis ventos tormentosos, chuvas intensas e inundações. Comunica-se que o furacão Michael poderia provocar maremoto ciclônico "potencialmente mortal" de até quatro metros.

Depois de o estado de emergência ser decretado na Flórida, autoridades ordenaram o estado de emergência em 35 condados com evacuação obrigatória em 13 condados.

Mais de 20 milhões de pessoas da Flórida, Alabama, Geórgia e da Carolina do Norte foram avisadas de risco de tormentas tropicais. Dezenas de milhares de pessoas estão fugindo da Flórida para longe da ameaça.

Antes de alcançar a Flórida, Michael pode ganhar mais força. O governador do estado da Flórida, Rick Scott, afirmou que "prevê-se que o furacão Michael se converterá em tormenta mais destrutiva que afetará Panhandle, na Flórida, em décadas".

"Não posso enfatizar suficientemente a importância de ir embora o mais rápido possível. As ruas de evacuação podem se converter em breve em pesadelo de tráfego", destacou o xerife do condado de Bay, Tommy Ford.

?Tráfego de evacuação ao longo da HWY 85 como as coisas estão apoiadas em Crestview, Flórida. Michael se fortalece em um furacão categoria 3 com ventos de 120 mph.

Michael já causou 13 mortes na América Central depois de alcançar à costa norte de Honduras, península de Iucatã no México e a costa ocidental de Cuba com chuvas torrenciais e rajadas de vento de até 130 km/h.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia

Peça sua Música

Publicidade

Plug Consultoria e Projetos Plug Consultoria e Projetos

Previsão do Tempo