Ouça agora na Rádio

N Notícia

© Reprodução / Mídia Ninja/ Twitter

FOTO: © Reprodução / Mídia Ninja/ Twitter

'Se é do Lula, é nosso': MTST e Povo Sem Medo ocupam tríplex do Guarujá

Todas as informações compartilhadas Sputnik Brasil

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da organização Povo Sem Medo ocuparam na manhã desta segunda-feira a cobertura tríplex do Edifício Solaris, no Guarujá (SP), imóvel que levou à condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"MTST e a Povo Sem Medo acabam de ocupar o tríplex do Guarujá, atribuído a Lula por Moro. Se é do Lula, o povo poderá ficar. Se não é, por que então ele está preso?", escreveu Guilherme Boulos, presidenciável do PSOL e líder do MTST.

Uma das faixas estendidas na varanda do tríplex dizia "se é do Lula, é nosso", em referência à propriedade do imóvel. O juiz federal Sérgio Moro viu elementos para considerar o petista dono do apartamento – José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, da OAS, afirmou em sua delação premiada que a reforma feita pela empreiteira era em prol do ex-presidente.

 

Preso há 9 dias em Curitiba, Lula sempre negou ser o dono do tríplex, afirmando que não há qualquer prova que comprove que ele seja do proprietário do imóvel. Mas Moro o condenou a 9 anos e 6 meses de prisão, e a sentença foi confirmada pelo Tribunal Regional da Quarta Região (TRF-4), que reformou a pena para 12 anos e 1 mês.

Para a Justiça, a OAS repassou o tríplex de número 164-A para Lula em troca de contratos superfaturados com a Petrobras.

Moro marcou para 15 de maio o leilão do imóvel do Guarujá. O preço estimado no edital é de R$ 2,2 milhões e, caso não sejam feitas ofertas pela internet, uma segunda data para o leilão já foi fixada para 22 de maio. O valor ficará depositado até o trânsito em julgado do caso.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia

Peça sua Música

Previsão do Tempo