Ouça agora na Rádio

N Notícia

Ethan Miller/AFP

FOTO: Ethan Miller/AFP

Aldo pede para lutar contra Stephens no Rio e aguarda anúncio do UFC

Ex-campeão espera se recuperar e dar a volta por cima perto dos fãs

Todas as informações compartilhadas Superesportes
 
Depois de duas derrotas consecutivas para Max Holloway, atual campeão peso pena, José Aldo de uma ‘sumida’ do UFC. Mas o manauara está perto de entrar no card da edição de número 224, em 12 de maio, no Rio de Janeiro. Ele pediu para enfrentar Jeremy Stephens e se mostrou confiante em um acerto para o duelo, principalmente pelo fato de buscar a recuperação em casa.
 
José Aldo revelou, em entrevista ao programa Revista Combate, que tanto ele como Jeremy Stephens querem o duelo, que até já estaria acertado verbalmente. “Eu pedi para lutar contra ele e ele pediu para lutar comigo. Então será uma grande luta. Estou esperando que eles acertem isso”, declarou o ex-campeão, que disse ainda que a intenção do UFC era agendá-lo para um evento em abril. 
 
Aldo, no entanto, pediu para lutar no Rio de Janeiro, onde ele perdeu o cinturão para Max Holloway, em junho do ano passado. Na ocasião, o manauara foi superado por nocaute técnico no terceiro round, frustrando os fãs na Arena da Barra. O brasileiro teve a revanche na tentativa de recuperar o título dos penas, mas voltou a ser batido pelo havaiano, dessa vez no UFC 218, em dezembro, novamente por TKO no terceiro round.
 
Aldo, de 31 anos, perdeu o posto de campeão e ainda o primeiro lugar no ranking peso pena, caindo para o segundo com a ascensão de Brian Ortega, que desbancou o até então futuro desafiante, Frankie Edgar. Um triunfo no retorno ao octógono será fundamental para o manauara voltar a ter oportunidade de disputar o cinturão, já que o revés, por outro lado, deixaria o brasileiro longe do title-shot.
 
Depois de ficar invicto por dez anos (entre 2005 e 2015) e defender o cinturão peso pena do UFC em sete oportunidades, o manauara viu o retrospecto cair nas quatro lutas anteriores. Ele vem de três derrotas – além das duas para Max Holloway foi nocauteado pelo desafeto Conor McGregor – e venceu uma, diante de Frankie Edgar por decisão unânimer.
 
Jeremy Stephens, também de 31 anos, vive fase distinta e vem de três vitórias consecutivas. O norte-americano bateu Gilbert Melendez, Doo Ho Choi e Josh Emmett, ocupando o quinto lugar no ranking peso pena do UFC. Em todos os triunfos anteriores ele ganhou o bônus de US$ 50 mil – duas pela ‘luta da noite’ e outra pela ‘performance da noite’. 
FONTE: SUPER ESPORTES
Link Notícia